Cheesecake de Morangos


Dei por mim a olhar para este cheesecake de morango que preparei para sobremesa do Dia da Mãe!
Estava tão bom e nem sequer tinha tido tempo de tirar umas fotos para fazer uma publicação decente. É mesmo um sentimento frustrante e quem tem blogues percebe o que quero dizer...

A minha família decidiu brincar como o corante vermelho que usei para escrever a palavra Mãe no topo e começaram a fazer desenhos abstratos nos pratos. Umas verdadeiras obras de arte, diga-se de passagem!

Não resisti e imortalizei este momento em imagem que certamente dá alguma originalidade à apresentação e onde podem verificar o que sobrou. Ah! Ao jantar foi o resto :)

Sim, já sei, querem a receita! Aqui está ela.

Ingredientes
500g de morangos
1 colher de sopa cheia de açúcar
Sumo de meio limão pequeno
1 pacote de bolacha tipo oreo (comprei umas do tipo Oreo com recheio de morango)
1/2 Pacote de bolacha maria
125g de manteiga sem sal
10 Folhas de gelatina incolor
2 Pacotes de 200ml de natas Parmalat para bater
2 embalagens de queijo fresco para barrar (usei de marca branca)
1 Lata de leite condensado
1 Colher de sopa de açúcar em pó

Para a cobertura
200ml de natas para bater Parmalat
1 Colher de sopa de açúcar em pó
Sumo de meio limão
Corante rosa

Preparação
Antes de fazer o cheesecake, comecei por levar os morangos ao lume com o açúcar e o sumo do limão e deixei ferver cerca de 15 minutos. Triturei com a varinha mágica para reduzir a puré e passei para um prato fundo para que arrefecesse mais depressa.
Coloquei as folhas de gelatina numa taça com água fria para hidratarem.
Triturei as bolachas todas juntas. Juntei a manteiga derretida e misturei até formar uma massa.
Forrei o fundo de uma tarteira com o fundo amovível com a bolacha e calquei com a ajuda das costas de uma colher. Reservei no frio.
Numa taça coloquei as natas, o queijo creme, o leite condensado e o açúcar. Bati tudo muito bem com a batedeira. Depois juntei o puré dos morangos (já frio) e voltei a bater tudo muito bem.
Escorri as folhas de gelatina da água e levei-as ao microondas alguns segundos para derreterem.
Adicionei ao preparado anterior sem parar de bater.
Verti este preparado para dentro da forma, tapei com papel de alumínio e voltei a guardar no frio até ao dia seguinte.

Depois de desenformar o cheesecake, coloquei-o no prato onde o iria servir.
Bati as natas com o açúcar até ficarem firmes e só depois juntei o sumo do limão (para ficarem mais consistentes). No fim adicionei duas gotas de corante rosa.

Guardei no frio até à hora de servir!

Bom apetite :)

Pavlova de Morangos e Framboesas

Há várias edições (para não dizer muitas) que não participo no evento mensal "Dia Um na Cozinha". Por vezes as vida segue outros caminhos, outras aventuras e não conseguimos tempo para tudo aquilo que queremos fazer e gostamos.

Não sei se irei conseguir participar assiduamente, mas certamente, sempre que me seja possível, irei tentar.

Tenho acompanhado, dentro das possibilidades, alguns temas e quando vi este senti um click! Tem que ser agora!

E aqui está ela. De uma forma muito tradicional, sem grandes invenções e rodeios. Natas, morangos e framboesas fazem a festa neste dia especial. Ideal para festejar este feriado de 1 de Maio, Dia do Trabalhor e Dia da Mãe!

Um beijinho a todas as Mães do mundo! Que tenham um dia feliz!


A Pavlova foi uma receita criada por um Chef Australiano, que idealizou esta sobremesa leve e delicada, inspirado e após ter assistido a um bailado com a bailarina Russa Anna Pavlova.

Ingredientes
4 claras (pese) (as minhas pesaram 120g)
O dobro do peso das claras em açúcar (usei 240g)
1 Colher de chá de maisena
1 Colher de chá de vinagre de vinho branco
Algumas gotas de essência de baunilha

Cobertura
Morangos e Framboesas
200ml de Natas
2 Colheres de sopa de açúcar em pó
Sumo de meio limão
Açúcar em pó q.b. para polvilhar

Preparação
Ligue o forno a 150º
Começe a bater as claras. Conforme as claras forem ficando brancas, vá adicionando o açúcar em partes. Deixe bater bem até que as claras forme picos e estejam brilhantes. Adicione a essência de baunilha, o vinagre e a maisena e bata mais 10 minutos. A massa deve ficar espessa, brilhante e formar bicos consistentes.
Coloque uma folha de papel vegetal no fundo do tabuleiro do forno.
Coloque as claras no centro e com a ajuda da espátula dê-lhe uma forma redonda com uma concavidade a meio.
Leve ao forno entreaberto, prendendo a porta do forno com uma colher de pau, durante 1 hora.
Desligue o forno e deixe assim a arrefecer completamente.
Quando estiver fria, retire, com cuidado, para o prato onde vai servir.
Bata as natas com o açúcar em pó. Quando as natas estiverem espessas adicione o sumo do limão e bata mais um pouco.
Lave os frutos e seque-os com papel de cozinha. Pode cortar o morangos em pedaços ou deixá-los inteiros.
Verta as natas na concavidade da Pavlova e decore com os frutos vermelhos.
Polvilhe com açúcar e sirva de imediato.



De textura crocante por fora e macia por dentro, é uma verdadeira tentação e certamente a rainha de quaquer mesa.

Lombinhos de Frango com Nata Caril Parmalat

Sabem aqueles dias em que chegamos a casa e nos apetece algo diferente e fácil de fazer?
Pois é, eu tenho muitos dias assim e procuro sempre forma de simplificar quando chego a casa, depois de um dia de trabalho.

No dia anterior já tinha descongelado os lombinhos de frango, sem grandes certezas do que iria fazer com eles para o jantar e para os almoços do dia seguinte.

As Natas com Caril Parmalat revelou-se a solução perfeita, deliciosa, rápida e muito fácil.

De sabor muito agradável, a Nata com Caril Parmalat permite desenvolver receitas com um toque de criatividade, levando-nos a viajar pelos sabores mais orientais e exóticos do mundo culinário!

A Nata com Caril Parmalat é o ingrediente perfeito para as mais variadas receitas de frango, camarão, massas, arroz, realçando sabores e transformando o seu menu num verdadeiro manjar.

Ora vamos lá à receita!



Ingredientes (4 Pessoas)
1 Kg de Lombinhos de frango
Sumo de 2 limões
4 Dentes de alho laminados
Sal e pimenta q.b.
1 Fiozinho de azeite

Para o Molho
200 ml de Nata com Caril Parmalat
100 ml de leite
1 Colher de chá de mostarda
1 Colher de chá de molho Inglês

Preparação
Marinar os lombinhos de frango com o sumo do limão, sal, pimenta, os alhos laminados e um fio de azeite. Deixar repousar pelo menos 20 minutos, para que a carne absorva os sucos da marinada.
Levar uma frigideira larga ao lume com um fio de azeite e fritar os lombinhos dos dois lados. Reduza o lume e deixe que este processo se faça lentamente para não correr o risco de queimar.
Entretanto, misture numa taça todos os ingredientes para o molho.
Quando os lombinhos estiverem cozinhados e douradinhos, acrescente o molho e deixe cozinhar em lume médio mais 5 minutos.

E já está! Rápido, não foi?

Eu acompanhei com um puré de batata caseiro. Aqui fica a forma como fiz, caso não saibam:
- Descasquei 1,5 Kg de batatas e corteias em pedaços pequenos. Coloquei-as numa panela cobertas com água e temperadas com sal. Levei ao lume até que a batata estivesse bem cozida. Escorri a água da cozedura e ao tacho adicionei 2 colheres de sopa de creme vegetal, noz moscada a gosto e pimenta moída na hora a gosto. Esmaguei tudo muito bem com um esmagador de batatas (também pode usar o passe-vite, se preferir). Levei novamente ao lume bravo e fui adicionando leite e mexendo sempre até que ficasse na textura que pretendia. Pessoalmente não gosto dele nem muito espesso, nem muito líquido. E foi assim que acompanhei os lombinhos com molho de caril, para além de uma bela salada.

Bom Apetite :)


Receita patrocinada pela Parmalat- Nata com Caril!
                                       


Bolo Libra


Este bolo foi pensado para um aniversário muito especial!
Afinal, não é todos os dias que se celebra 120 anos de existência!

É verdade, A Metalúrgica Bakeware Production SA está de parabéns e nós acendemos as velas para lhe desejar as maiores felicidades e que continue por muitos e muitos anos a produzir as melhores formas que resultam nos melhores bolos.

Se quiseres ainda vais a tempo de participar, fazendo um bolo :) Vê como AQUI!


Ingredientes
250g Ovos (um ovo pesa em média 50g)
250g Açúcar
250g Manteiga (derretida)
250g Farinha de Trigo
*Se conseguir arranjar ovos caseiros o resultado será ainda melhor.

Preparação
Bater as gemas com metade do açúcar de forma a obter uma mistura fofa, volumosa e esbranquiçada.
Bater as claras em castelo com a outra metade do açúcar.
Verter a manteiga derretida sobre a mistura de gemas.
Peneirar metade da farinha sobre a mistura da manteiga + gemas.
Juntar metade das claras batidas e envolver delicadamente com uma espátula.
Acrescentar a restante farinha peneirada, misturar delicadamente.
Juntar as claras restantes, com cuidado, sempre delicadamente sem bater muito.
Verter a mistura numa frrma untada com manteiga e polvilhada com farinha, Levar ao forno pré-aquecido a 180ºC durante 30 minutos, aproximadamente.

A cobertura é um simples marshmallow, que dividi em duas partes para introduzir os corantes a gosto. Saco pasteleiro com bico estrela para a decoração. Dividi o bolo em 3 partes e recheei com compota de morango caseira.

1 chávena de chá de açúcar
1/2 chávena de chá de água
3 claras
4 gotas de essência baunilha

Misture o açúcar, a água e a baunilha numa panelinha antes de levar ao lume. Depois deixar ferver até ficar em ponto de fio. Enquanto espera, bata as claras em castelo bem firmes. Aos poucos junte a calda bem quente, em fio. ATENÇÃO NÃO PARE DE BATER ATE QUE A TAÇA ARREFEÇA.




Bom apetite e sejam felizes :)

Croissants

Depois de passar por esta receita no blogue sa Susy Bimbólica, era impossível não experimentar estes maravilhosos croissants! Simples ou recheados, fica ao critério da imaginação de cada um.


Ingredientes
125ml de leite morno (não deve estar muito quente, porque destrói o fermento e não leveda)
20g de fermento padeiro
2 colheres de sopa de açúcar (usei baunilhado)
500g de farinha (precisei de mais um pouco no final)
2 Ovos
1 colher de chá de sal
1 Iogurte natural
Corante amarelo, caso pretenda um tom mais amarelado
2 Gemas de ovo e 1 colher de sopa leite para pincelar
Manteiga q.b. para pincelar as camadas de massa


Preparação
Dissolva o fermento e o açúcar no leite.
Junte os restantes ingredientes e amasse muito bem, até que a massa se despegue das mãos.
Se necessário vá polvilhando com um pouco mais de farinha.

Faça um rolo e divida a massa em 8 partes.
Forme bolas.

Estenda cada parte de massa com o rolo da massa e dê-lhe a forma de circúlo.
Pincele com a manteiga derretida para rodela de massa e vá sobrepondo uma sobre as outras.
A última não pincele com manteiga.

Passe o rolo da massa por cima das oito camas de massa e faça um circúlo maior.
Com uma faca, corte a massa em 8 ou 16 partes (forma triângular), dependende se pretende fazer croissants maiores ou mais pequenos. Eu fiz 8.

Enrole cada triângulo, começando pela parte para larga da massa, dê-lhe a forma de meia lua e coloque num tabuleiro de forno forrado a papel vegetal.

Tape e deixe levedar em local abrigado, durante 1 hora ou um pouco mais se necessário. O ideal é que eles dobrem o tamanho.

Ligue o forno a 200º.
Misture as gemas com o leite e pincele cada croissant.

Leve ao forno durante 15 minutos aproximadamente. Eu precisei de um pouco mais. Depende dos fornos. Quando estiverem bem douradinhos estão prontos.

Bom apetite!

Bacalhau com natas e pimentos



INDREDIENTES
2 cebolas
1 dl de azeite
2 dentes de alho
1 pimento amarelo
1 pimento laranja
1 pimento verde
100g de alho-francês
600g de migas de bacalhau
demolhadas
4 dl de NATAS 0%
LACTOSE PARMALAT
sal, pimenta, pimenta em grão
moída e salsa q.b.

PREPARAÇÃO
1 - Descasque as cebolas, corte-as em meias-luas e refogue-as no azeite com os alhos picados. Corte os pimentos em metades e depois em meias-luas finas, limpando-os de sementes. Lamine o alho-francês e junte ao refogado, assim como os pimentos; cozinhe um pouco.
2 - De seguida, envolva as migas de bacalhau e tempere com sal e pimenta. Regue agora com as NATAS 0% LACTOSE PARMALAT e cozinhe em lume brando, por mais dez minutos.
3 - Coloque um pouco do preparado de bacalhau num aro redondo pequeno e desenforme sobre um prato. Repita a operação até finalizar e sirva polvilhando com pimenta em grão moída e decorando com salsa.

Uma Sugestão Parmalat Dá Gosto!

Tarte Tatin de Maçã e Pêra ou Tarte Folhada Invertida



    A história da Tarte Tatin!

    No Vale do Loire, fica Lamotte-Beuvron onde em 1889 foi criada acidentalmente a torta mais famosa da França: a Tarte Tatin!

    Reza a história que as irmãs Stephanie e Caroline Tatin assumiram o negócio da família, o Hotel Tatin, após a morte de seu pai. Local famoso na região, já na altura, devido à sua perfeita torta de maçã que se caracterizava por uma cobertura crocante, composta por maçãs macias e caramelizadas!

    Um belo dia em que havia muito movimento, Stephanie, uma das irmãs, colocou as maçãs no forno, esquecendo-se da massa!

    Quando percebeu o seu erro, tentou recuperar o prato cobrindo as maçãs com massa... E, quando tirou a torta do forno e viu o resultado ficou satisfeita e serviu a torta ainda quente! Um sucesso imediato!

    E é assim que nasce uma das relíquias gastronômicas da França no que diz respeita à doceria!

    Atualmente a famosa torta é, geralmente, acompanhada por uma generosa bola de sorvete que ressalta mais ainda a sua deliciosa textura!

    A torta já existia muito antes do século XIX, mas a cidade de Lamotte-Beuvron leva tão a sério este legado gastronômico que tornou a torta famosa ao tornar-se a sede de uma confraria que defende a tradição, divulgando a receita e promovendo o consumo entre os amantes desta iguaria: La Confrerie des Lichonneux de Tarte Tatin.

    O recheio original desta torta é composto por três ingredientes: maçã, manteiga e açúcar. Hoje em dia existem algumas versões da receita original! Mas são todas igualmente deliciosas!

Revelou-se a receita perfeita para aproveitar as restantes maçãs e pêras, do Cabaz que o Lidl Portugal me ofereceu, e um rolo de massa folhada rectângular que tinha no frigorífico. Com a massa folhada redonda fica com outra apresentação, mas nada disso lhe retira o sabor! Uma verdadeira delícia para uma sobremesa de Domingo. 

Deve-se servir ainda morno a acompanhar com uma bola de gelado.
Foi o que fizemos, mas não registei o momento em foto!



Ingredientes
150g de manteiga
200g de açúcar amarelo
4 maçãs riscadas pequenas
2 pêras
300g de massa folhada (comprei a massa do Lidl porque para mim é a melhor no mercado)

Preparação
Descasque as maçãs e as pêras. Corte-as ao meio e retire o caroço.
Ligue o forno a 200º
Leve a manteiga e o açúcar num tacho ao lume a derreter em lume brando (o tacho deve ter o diâmetro suficiente para que caibva a fruta).
Quando o açúcar começar a ferver coloque as metades da fruta com a base plana virada para baixo (a calda deve tapar 3/4 da maçã). Deixe cozinhar 5 minutos.
Vire as maçãs e deixe cozinhar 3 minutos.
Volte a virá-las, aumente um pouco o calor e deixe ferver mais 2 minutos.
Forre um tabuleiro com papel vegetal. Verta parte do caramelo no papel, como se fosse para o untar.
Coloque as maçãs com a base plana para baixo por cima do caramelo vertido no papel vegetal.
Coloce por cima a base de massa folhada, calcando nas bermas da massa para encaixar.
Com as mãos aconchegue a massa à fruta de forma a ficar com o formato de cesto invertido.~
Pique a massa com um palito.
Leve ao forno 20 minutos.
Retire, vire de imediato as tartes para cima dum prato grande e retire o papel vegetal (caso deixe arrefecer não vai conseguir, porque o caramelo endurece em contacto com o ar).
Salpique a tarte com fios do restante caramelo que sobrou.
Que maravilha!!

Bom apetite :)

Rissóis de Bacalhau


INGREDIENTES
MASSA
2,5 dl de água
50g de azeite
175g de farinha
Sal q.b.
RECHEIO
1 cebola
4 dentes de alho
1 dl de azeite
½ pimento amarelo
300g de bacalhau demolhado limpo
2 dl de NATAS 0% LACTOSE
2 colheres.de sopa de salsa picada
Sal, pimenta, farinha, ovo batido,
pão ralado e óleo q.b.

PREPARAÇÃO
1 - Prepare a massa: coloque a água, o azeite e uma pitada de sal, num tacho e leve ao lume. Quando levantar fervura, junte-lhe a farinha de uma só vez e mexa bem até a massa se despegar do tacho. Retire do lume e deixe arrefecer um pouco.
2 - Prepare o recheio: pique a cebola e os dentes de alho e refogue-os no azeite. Junte o pimento picado e deixe refogar um pouco. Adicione o bacalhau picado, tempere com sal e pimenta, acrescente as NATAS 0% LACTOSE PARMALAT e deixe cozinhar durante dois minutos. Junte a salsa, envolva e retire do lume.
3 - Estenda a massa sobre uma superfície polvilhada com farinha e corte círculos com o auxílio de um cortante com 10,5 cm de diâmetro. Coloque um pouco do recheio no centro de cada um, pincele em volta com água, dobre sobre o recheio e feche, apertando para colar. Passe os rissóis por farinha, a seguir por ovo batido e por fim por pão ralado e frite em óleo bem quente. Escorra-os sobre papel absorvente e sirva. Dica: Para que o ovo lhe renda mais, junte-lhe um pouco de água antes de o bater.

Uma Sugestão Parmalat Dá Gosto!


O prazer de saborear uma receita com natas, agora sem lactose!

A Parmalat acaba de lançar a NATA 0% LACTOSE, reforçando a sua gama de natas, e indo ao encontro das necessidades do consumidor atual.

A lactose, açúcar naturalmente presente no leite e seus derivados, nem sempre é bem digerida, dificultando a digestão de muitos portugueses que são intolerantes a este componente do leite.

A Parmalat desenvolveu a NATA 0% LACTOSE - é uma nata tratada com a enzima Lactase para transformar a lactose em glucose e galactose, açúcares mais facilmente assimiláveis.

É uma nata para Culinária com 20% de matéria gorda, perfeita para variadíssimas receitas de massas, molhos, carne, peixe…não há limite à imaginação dos chefes lá de casa.

Esta nova oferta já se encontra disponível no mercado, em embalagem de 200 ml.

Com este lançamento, a Parmalat reforça o seu posicionamento como marca inovadora e especialista na área culinária. A Nata 0% Lactose vem, assim, juntar-se aos mais recentes lançamentos da marca: Nata para culinária com 3 Pimentas e a Nata para bater com sabor a Baunilha.

À semelhança da restante gama de Natas Parmalat, a Nata 0% Lactose é também produzida em Portugal, na fábrica da Parmalat.

PVP Nata 0% Lactose: 0,89€

Bife à Portuguesa



Não há nada mais delicioso do que um bom bife com batatas fritas!
E foi isso que se preparou para o jantar.

Ingredientes (2 pessoas)
2 Bifes da Alcatra (são mais tenrinhos) Pode usar do lombo.
Azeite q.b.
2 Fatias de presunto
1 Folha de louro
4 dentes de alho
1 Copo de vinho branco
2 Colheres de sopa de manteiga
1 Colher de sopa de mostarda
Sal e pimenta q.b.

Preparação
Leve um pouco de azeite a aquecer numa frigideira e frite o presento. Retire e reserve.
Nesse azeite frite os bifes dos dois lados e tempere com pimenta moída na hora e umas poucas pedras de sal. Retire-os para um prato e reserve.
De volta à frigideira, insira os alhos sem casca e esmagados com a folha de louro e deixe-os fritar um pouco. Acrescente o vinho branco e a mostarda e deixe cozinhar 2 minutos. Adicione a manteiga até que derreta completamente. Junte os bifes aos molho e desligue o lume.

Sirva os bifes com as fatias de presunto frito, um ovo estrelado, batata frita e uma salada a gosto.

Bom apetite :)

Pin It button on image hover